top of page

Capítulo 35

Observo as ondas do mar quebrarem fortes na areia fofa que as acomoda com compaixão e presteza. Penso nesse infinito negro que toca a superfície com toda a força que lhe urge e entendo ser mais importante o chão que se forma a partir deste toque extremo. Entendo que para onde quer que eu olhe só vou enxergar desespero e tristeza, porque sou feita disso: de tudo o que é vil e profano.

Quer ler mais?

Inscreva-se em promiscuoser.com para continuar lendo esse post exclusivo.

Posts recentes

Ver tudo

Prazer

bottom of page