top of page

Enrabada



Sinto seu calor invadir as dobras do meu espaço mais íntimo, rasgando parte da minha dignidade e deixando rastros da sua presença nada sutil e completamente devastadora. Sinto-me molhada e exausta depois de ter servido ao seu prazer mais vil e enalteço sua agressividade durante o momento em que nossos corpos ficaram mais próximos um do outro...

Posts recentes

Ver tudo

Julinha

Conto Erótico Promíscuo - 1

Forneço meu corpo para os que dele fazem morada. Encontro nas entrelinhas da minha angústia seu olhar sério, mandando que eu tire uma roupa. Eu retiro rápido e você me pede para diminuir a velocidade,

bottom of page